Notícias

Releases

15.03.2022

Organizações infantis do mundo todo se unem à entidade internacional contra a guerra na Ucrânia

ONG brasileira, Prematuridade.com, está entre as instituições que assinam carta conjunta em defesa às famílias

Diante dos horrores da guerra na Ucrânia, que tem vitimado centenas de pessoas, incluindo crianças, a EFCNI - European Foundation for the Care of Newborn Infants (Fundação Europeia para o Cuidado de Recém-nascidos) divulgou carta assinada em conjunto com dezenas de instituições infantis espalhadas por todo o mundo, entre elas, a ONG brasileira Prematuridade.com. Esta é a única organização sem fins lucrativos dedicada, em âmbito nacional, à prevenção da prematuridade à educação continuada para profissionais de saúde e à defesa de políticas públicas voltadas aos interesses das famílias de bebês prematuros.

No documento, a EFCNI destaca que “como uma organização que defende os recém-nascidos e especialmente os bebês prematuros e doentes e suas famílias, conectada com organizações de pais e pacientes não apenas na Ucrânia, mas em todo o mundo, preocupa-nos profundamente como esses bebês vulneráveis estão se tornando as vítimas mais jovens desse conflito”.

Nesta segunda-feira (14), o cirurgião que tentou salvar a vida de uma mulher resgatada do bombardeio em um hospital na semana passada em Mariupol confirmou que ela, assim como seu bebê recém-nascido, morreram.

Ainda na carta, a EFCNI frisa que “batalha é trauma, assim como o aborto espontâneo, natimorto ou parto prematuro devido à falta de acesso a cuidados médicos em ambientes com poucos recursos, ou à perda de um bebê em um abrigo antiaéreo, porque não havia instalações para fornecer medicamentos, calor, oxigênio ou nutrição suficientes”.

As organizações fazem um apelo urgente à comunidade internacional de tomadores de decisões políticas para que “acabem imediatamente com esse conflito para salvar a vida de mulheres grávidas, mães e bebês vulneráveis”.

“É cruel demais ver tantas pessoas tendo que abandonar seus lares, deixar parte da família para trás, ver gestantes e crianças morrendo… Que nossas vozes ecoem nessa corrente solidária de entidades do mundo todo e contribuam para o fim dessa atrocidade”, fala Denise Suguitani, fundadora e diretora executiva da ONG Prematuridade.com.

Leia a carta na íntegra (em inglês), no link: https://www.efcni.org/wp-content/uploads/2022/03/GLANCE_EFCNI_Joint_Statement.pdf?fbclid=IwAR2l_sSThasAzQtlVF02IkQsHUZYiitm-tw4C_YluMe_201hr7aS9EOwJYo

    Compartilhe esta história

    Histórias Reais

    Veja histórias por:

    Receba as novidades

    Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no universo da prematuridade.