Notícias

Releases

26.05.2022

Maratona de lives reforçam assuntos relacionados à prematuridade

Neste mês acontece a campanha Novembro Roxo, que conscientiza sobre as causas e consequências do parto prematuro e, para reforçar a questão, a Associação Brasileira de Pais,
Familiares, Amigos e Cuidadores de Bebês Prematuros – ONG Prematuridade.com, realizou maratona de lives na data em que foi celebrado o Dia Mundial da Prematuridade – 17 de
novembro.

A diretora do Centro Latino-Americano de Perinatologia, Unidade de Saúde da Mulher e Reprodutiva (CLAP/SMR), da Pan American Health Organization / World Health Organization,
Suzanne Serruya, foi a primeira palestrante do dia e trouxe um panorama da prematuridade no Brasil e na América Latina, quais países são os mais propícios à prematuridade e a relação da idade da mulher com o período gestacional. Outro ponto abordado foi a importância do pré-natal durante a gestação. A especialista lembrou que as mulheres costumam ir com frequência ao banheiro e, por isso, a infecção urinária passa despercebida. Por esse motivo, é necessário fazer os exames solicitados pelo ginecologista.

Suzanne finalizou sua participação frisando a importância de os pais estarem junto com o bebê durante o período de internação. “A família não é visita”, salientou.
A segunda live do dia foi com a palestra da coordenadora da Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, Janini Ginani, que falou das estratégias da Pasta para construir um novo olhar para a prematuridade. Janini ressaltou que a redução de partos cesáreos é um fator importante para a diminuição de partos prematuros, além de boas práticas no parto e no nascimento. A palestrante também destacou a importância de suprir de informação os pais para que eles saibam agir de maneira correta quando algo acontecer ao prematuro, como o bebê engasgar, por exemplo.

O método canguru e o aleitamento materno também entraram em pauta para frisar a importância do contato da mãe com o filho, além de reduzir o número de mortalidade. A prevenção de nascimento do parto prematuro foi o tema discutido pelos médicos Guilherme Negrão de Souza, Marcio Sakita e Marilene Martins. Souza ressaltou a importância de o pré-natal ser iniciado assim que a gravidez for descoberta e, se possível, começar o acompanhamento médico antes de engravidar para poder ter uma gestação sem intercorrências. Além disso, foi ressaltado que o parto prematuro deve ser feito de forma tranquila e o ambiente deve ser propício para receber o bebê.

Marilene salientou que o ambiente e a equipe médica devem estar preparados para receber o bebê prematuro. A quarta live do dia abordou a imunização do prematuro, com participação do presidente da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), Renato Kfouri e da enfermeira neonatal Ana Claudia Vieira. Kfouri ressaltou que, além do bebê prematuro, os pais e quem convive com ele devem estar com a carteira de vacinação em dia para proteger a saúde da criança. Já Ana destacou a importância do aleitamento materno para o prematuro. Na live, foi oficializado que será encaminhado um ofício para a prefeitura de Pelotas (RS) para o aperfeiçoamento do banco de leite da cidade.

Compartilhe esta história

Histórias Reais

Veja histórias por:

Receba as novidades

Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no universo da prematuridade.