Notícias

Notícias

16.11.2021

Mais prematuro do mundo: Bebê de 21 semanas nasce e ganha Guinness

Michelle Butler (mãe) segura o filho Curtis Zy-Keith Means, que nasceu prematuro (Guinness World Records/Reprodução).

Curtis Zy-Keith Means, hoje com 16 meses, nasceu em julho de 2020 com 21 semanas e quase meio quilo; o bebê tinha menos de 1% de chance de sobrevivência. 

Um bebê nascido em Birmingham, Alabama, nos Estados Unidos, foi certificado pelo Guinness World Records como o bebê mais prematuro do mundo.

Curtis Zy-Keith Means nasceu em julho de 2020 com 21 semanas. Faltava cerca de 132 dias, ou 19 semanas, para seu nascimento estimado para o dia 11 de novembro.

A mãe, Michelle Butler, estava grávida de cinco meses quando entrou para trabalho de parto de emergência. Butler estava grávida de gêmeos, mas o outro bebê, C'Asya, morreu um dia após o nascimento por estar menos desenvolvida.

"Os números mostram que os bebês nascidos tão jovens têm pouca ou nenhuma chance de sobrevivência", disse o Dr. Brian Sims ao Guinness, médico responsável pelo parto.

De acordo com o Guinness, o bebê que sobreviveu pesava o equivalente a uma bola de futebol, 420 gramas. Means foi mantido em um ventilador por três meses e foi para casa nove meses depois do nascimento.

Apesar das chances baixas -- antes do bebê nascer e quebrar o recorde, suas chances de sobrevivência eram inferiores a 1% --, Means sobreviveu e hoje tem 16 meses de idade. O Guinness afirma em nota que o bebê está "prosperando" e que precisa usar oxigênio suplementar e um tubo de alimentação.

"Tenho feito isso há quase 20 anos, mas nunca vi um bebê tão jovem ser tão forte quanto ele", disse o Dr. Brian Sims, neonatologista que supervisionou o parto. O antigo recorde era de um bebê nascido com 21 semanas e dois dias.

Fonte: Exame

Compartilhe esta história

Histórias Reais

Veja histórias por:

Receba as novidades

Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no universo da prematuridade.