• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Saúde mental de pais e familiares de recém-nascidos prematuros

13/04/2021 biofeedback-saude-mental-nas-empresas

Compreende-se que existem diversos fatores e características que podem influenciar em um parto prematuro e, muitos deles falaremos ainda nas próximas publicações. Porém, gostaríamos de iniciar trazendo um assunto tão importante quanto o cuidado desses bebês: A Saúde Mental e suporte aos pais e familiares de nascidos prematuros.

É relevante a discussão sobre ao bem-estar emocional e mental de cada ser humano. Você estudante ou profissional da área da saúde deverá compreender um pouco mais sobre essa temática para realizar uma adequada assistência à essa família.

Durante a gestação ou muitas vezes no planejamento dela ocorrem expectativas por parte da família do bebê. Sabendo-se que haverá certa mudança na rotina e estrutura da família que geram comportamentos variados por parte dos membros da família1.

Já no parto prematuro, muitas vezes juntamente ao susto e incompreensão o sentimento não seria diferente. Os pais de bebês prematuros possuem direitos, mas muitas vezes são desconhecidos, ainda assim, existem órgãos e certos profissionais que mostram de forma clara e coerente a eles, e podemos citar a ONG Prematuridade.com como um desses atores.

Estudos mostram que a adaptação dos pais à realidade de ter um bebê prematuro e à rotina de cuidados intensivos, principalmente a internação na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), afeta de forma significativa a saúde mental deles2.

Um estudo mostrou que um dos aspectos mais evidentes de problemas com o psicológico desses pais é a separação precoce deles com o filho internado na UTIN. Esse estudo traz também como sugestão de intervenção, baseado em relatos, que a equipe multiprofissional deve atender a família como um todo, trazendo uma visão holística. O incentivo aos pais de expressarem seus sentimentos verbalmente, através de grupos de apoio, é um dos fatores contribuintes para melhorar o bem-estar deles. E, também, utilizar a família como um objeto do cuidado ao recém-nascido prematuro3,4.

Sabe-se que existe conflitos entre a relação da família do paciente com profissionais, onde as angústias, medos e inseguranças tomam conta. A troca de experiências da equipe multiprofissional, onde traz visões amplas e distintas dos problemas enfrentados por cada um da equipe, tornará o cuidado com melhor adaptação e desempenho desses pacientes e seus familiares4.

Mas no atual momento do Brasil, com a pandemia pela COVID-19, as ações precisam ser adaptadas. E o auxílio das tecnologias, como por exemplo, grupos de apoio virtuais pode auxiliar na continuidade do apoio a essa família. Devemos inovar as ações de cuidado, e dar continuidade ao que estava sendo realizado anteriormente com auxílio de ferramentas que estreitam laços.

Todos Juntos Pelos Prematuros!

Através deste texto procuramos trazer um pouco do olhar integral e humanizado aos pais e cuidadores do recém-nascido prematuro, e mostrar benefícios evidenciados na literatura com essas ações para inspirar vocês a contribuir com a saúde mental desses pais.

Pais e familiares psicologicamente saudáveis são o reflexo de um prognóstico adequado e esperado.

Autores: Amanda Paz Santos, Ananda Cristina Mendes e Caroline Agliardi (Liga Interdisciplinar ONG Prematuridade.com)

Fontes:

1. Lucas, T. A. de M. P. C., Barçante, T. A., Martin, S. H. & Tannure, M. C. A importância do acolhimento à família em unidade de terapia intensiva neonatal. Rev. Enferm. UFPE line 3, 1101 (2009).
2. Suporte psicológico aos pais na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal: encontros possíveis e necessários. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582017000200008.
3. Santos, M. da C. L. dos, Moraes, G. A. de, Vasconcelos, M. G. L. de & Araújo, E. C. de. Sentimentos de pais diante do nascimento de um recém-nascido prematuro. Rev. enferm. UFPE line 140–149 (2007).
4. As reações psicológicas dos pais frente à hospitalização do bebê prematuro na UTI neonatal. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582017000200007.

 


  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se