• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Hipoglicemia e hiperglicemia: entenda como ocorrem e como se trata

21/06/2011


     A hipoglicemia é uma concentração sérica (no sangue) anormalmente baixa de açúcar (glicose). Ela  geralmente ocorre quando um recém-nascido possui baixas reservas de glicose (armazenada sob a forma de glicogênio) ao nascer. Outras causas comuns são a prematuridade, a pós-maturidade e a função anormal da placenta durante a gestação. Os recém-nascidos com baixas reservas de energia podem apresentar hipoglicemia a qualquer momento durante os primeiros dias de vida, sobretudo quando as alimentações forem muito espaçadas ou quando a ingestão de nutrientes é insuficiente.



     A hipoglicemia também pode ocorrer em recém-nascidos com concentração elevada de insulina como, por exemplo, os filhos de mães diabéticas,os quais tendem a apresentar uma concentração elevada de insulina porque a mãe apresenta uma concentração elevada de glicose e boa parte desta atravessa a placenta durante a gestação. Em resposta, o feto produz uma grande quantidade de insulina. A doença hemolítica grave no recém-nascido também pode elevar a concentração sanguínea de insulina. Geralmente, a concentração elevada de insulina reduz rapidamente a concentração de glicose na primeira hora de vida, quando o suprimento contínuo de glicose pela placenta é subitamente interrompido.

     O tratamento é feito com a administração de glicose pela via oral ou intravenosa, de acordo com a gravidade do problema.
     Já a hiperglicemia, é uma concentração sérica anormalmente elevada de açúcar. Nos recém-nascidos, a hiperglicemia é menos comum que a hipoglicemia. Nos recém-nascidos muito pequenos, a glicose administrada pela via intravenosa pode elevar excessivamente a concentração sérica de glicose. Os recém-nascidos gravemente estressados ou infectados (sépticos) também podem apresentar concentrações séricas elevadas de glicose. Quando a concentração sérica de glicose encontra-se muito elevada, pode ocorrer eliminação da mesma através da urina.

     O tratamento consiste na redução da quantidade de glicose administrada ao recém-nascido. Quando a hiperglicemia persiste, a insulina pode ser administrada pela via intravenosa.



Fonte: MSDonline.com.br





  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se