• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Desenvolvimento auditivo

12/12/2020 Foto ilustrativa.

Humanização do Cuidado

O desenvolvimento auditivo é importante para o desenvolvimento de diversas funções cerebrais. Começa a partir da 20ª semana de gestação, quando inicia a ouvir a voz e os sons do corpo da mãe, e vai até os primeiros meses de vida da criança. Ao nascimento, a audição é reflexa e, durante o crescimento do bebê, o processo de aprendizagem auditiva vai acontecendo de acordo com as suas experiências auditivas.

O teste da orelhinha (triagem auditiva neonatal) é realizado em todas as maternidades, a partir do segundo ou terceiro dia de vida do bebê, sendo um teste rápido, indolor e sem contra indicações. Ele detecta precocemente a ocorrência de alguma deficiência auditiva, o que possibilita o diagnóstico e o tratamento precoces, diminuindo os impactos da deficiência auditiva no desenvolvimento da criança.

Nos primeiros meses, o bebê vai responder aos sons mais intensos, piscando os olhos, acordando com barulhos. Aos poucos, vai reconhecendo vozes, localizando os sons, demonstrando reações de agrado ou desagrado aos sons que ouve e, perto dos 9 meses, vai compreender e responder a comandos verbais (dar tchau, por exemplo). De um a dois anos, os comandos mais complexos vão sendo respondidos.

É importante que a família e seu pediatra estejam atentos para sinais de "não resposta" diante de estímulos sonoros, pois as consequências das alterações auditivas impactam na aquisição da fala e no desenvolvimento global da criança e, quanto mais precocemente forem tratadas, melhor será sua resposta ao tratamento.

por Dra. Desirée Volkmer, pediatra, neonatologista e membro do nosso Conselho Científico



Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se