• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar
envie sua história

A vontade de viver do príncipe Afonso

15/01/2014

“Era uma vez, uma sementinha muito forte e que decidiu conhecer o mundo mais cedo de nome Afonso. Desde o nascimento do Afonso, descobri um novo mundo.

Às 25 semanas e 6 dias, o Afonso decidiu nascer, em 18 de fevereiro de 2013. Tudo aconteceu no espaço de 4 horas, de fortes contrações e aí estava ele para fazer prova da sua energia e força de viver. Tinha apenas 860 gramas e muita vontade de lutar.  Quando nasceu, apenas o vi por uns pequeninos 10 segundos e, depois seguiu para UCIN, onde permaneceu durante 89 dias, e mais 6 dias na Pediatria.


Passados os meus 3 dias de internamento, chegar em casa foi muito triste, pois o meu bebê, que lutava pela vida, tinha ficado no hospital. Nesse mesmo dia, quando o vi naquela Unidade Neonatal, cheio de tubos, ventilado e muito frágil, pensei por momentos que o iria perder. Questionava-me ‘quando poderei te pegar, tocar?’. Sentia-me impotente perante toda esta situação.

Passei pela fase de culpa de tudo o que estava diante dos meus olhos. Sem crer, o meu príncipe me ajudou a ultrapassar tudo isto, lutando cada segundo, cada minuto. Fomos vivendo todas as vitórias, dia após dia... Nem sei descrever como consegui viver tudo isto.



Passou por muitos obstáculos, como, por exemplo, transfusões, hemorragia intraventricular grau III esquerda, infecções, displasia broncopulmonar, ou seja, um quadro clínico bastante complicado. Mas nós sempre mantivemos a esperança que o nosso príncipe iria vencer, e assim foi.


Senti que, por vezes, para nos sentir-mos melhores, bastava apenas um sorriso, um olhar. Os profissionais de saúde daquela unidade foram incansáveis. Considerando o caso de extrema urgência e gravidade, tivemos todo o suporte necessário em minutos que foram cruciais para que o pior não ocorresse. Nestas pequenas palavras, gostaria de agradecer pelo maravilhoso, competente e dedicado trabalho que a equipe de médicos e enfermeiras tiveram primeiro comigo, desde os primeiros minutos que dei entrada na Unidade de Obstetrícia deste hospital, e, principalmente, pelo atendimento por cerca de 3 meses em que o meu filhote esteve internado na UCIN.


Enfim, agradecemos a cada uma das pessoas que colaboraram para que o nosso filho viesse ao mundo.

Ficam aqui as nossas felicitações e o meu respeito a cada um de vocês. Obrigado por terem trazido de volta o nosso bebê. Obrigado a toda a equipe fantástica da UCIN do Hospital São Francisco Xavier, que trabalham todos os dias para salvar vidas. Não esquecendo igualmente a unidade de pediatria no 2º piso, onde o Afonso passou 6 dias.

E daqui vai uma força extra para todos os pais que neste momento estão passando por tudo isto. É muito difícil, mas confiem nos vossos filhotes. Acreditem neles e que tudo irá correr pelo melhor.

O Afonso tem quase 8 meses de idade corrigida e quase 11 meses de idade real.

Bem-haja a todos.”



Escrito pelos pais do Afonso e enviado pela mãe, Ana

Leia mais histórias de bebês prematuros.

envie sua história

  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se