• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar
envie sua história

A alegria do doce Isaque

18/03/2014

“Olá! Eu sei que vocês querem muito passar relatos sobre prematuros e o que ocorre durante o tempo de espera de uma melhora, e eu, inclusive, já postei aqui
a minha história falando do meu Emanuel
, que, hoje, 14 de janeiro de 2014, faz 7 meses que virou uma estrelinha, mas vou contar a história do meu segundo filho, Isaque, que não nasceu prematuro. Pois bem, as coisas são mesmo muito misteriosas.

Desde que o nosso Emanuel nasceu prematuro de 35 semanas e passou por várias coisas, como duas meningites, 6 cirurgias na cabeça para colocação de válvula, fez a gastro, enfim, uma luta imensa para viver. Mas nós sabíamos que não haveria amanhã, nós vivíamos o hoje intensamente com ele, pois os danos cerebrais foram muitos. Então, nós tivemos uma grande surpresa!

Em maio de 2012, descobri que estava grávida novamente. Eu pensei: “Meu Deus, por que isso agora? Não podemos dar conta de 2 bebês, não vou conseguir fazer isso”. Como chorei, me desesperei ainda mais por saber que eu com certeza teria outro parto prematuro, pois a minha pressão é alta e, na gravidez, ela sobe ainda mais. Como tive medo de morrer e deixar meu Manu, pensei em abortar, tamanho foi o meu desespero. Imagina ter mais um bebê junto com um filho especial, em decorrência da prematuridade, ter passado meses a fio dentro de um hospital dormindo sentada... Nessa época, o Emanuel já estava conosco em casa e bem conseguimos um home care, ele fazia fisioterapia e fonoaudiologia em casa, era completamente dependente de nós, então, nos primeiros meses de gestação, sequer procurei um obstetra. Fiquei apática, triste, depressiva mesmo.

Até que meu bebê mexeu, na verdade, ele me sacudiu e eu pensei: “Meu Deus, eu tenho que cuidar dessa vida também”. Aí fui fazer meu pré-natal, e a pressão sempre em 17, 18.  O meu médico me deixou sempre muito tranquila, mas tomou todos os cuidados. O meu Isaque se desenvolveu muito bem, eu tomava os meus remédios, e sempre procurava fazer um repouso, muito embora fosse difícil, pois a rotina com Emanuel começava às 04 horas da manhã. Mas o meu marido é um parcerão e eu pude contar com ele em tudo.

Quando foi chegando perto de 33/34 semanas, fiquei esperando o meu médico dizer que marcaria a cirurgia mas, ao contrário, ele falou que eu me mantivesse calma e que segurarasse ao máximo para que o meu bebê corresse o menor risco possível, e assim ele fez.

O meu Isaque nasceu dia 03 de fevereiro 2013, de 38 semanas, pesando 3,780 kg e 45 cm. 3 meses depois do seu nascimento, Emanuel foi descansar e partiu.

Os planos de Deus ninguém sabe, mas, com certeza, mesmo sabendo que um filho jamais substituirá outro, o Isaque me fez ficar de pé quando o Emanuel faleceu. Ele tem a mesma alegria do irmão Emanuel.

Mães, fé e força. Achei importante compartilhar para que algumas mães de prematuro saibam que há a possibilidade de tudo dar certo em uma segunda gestação, que nada é tão definitivo. Nada como um dia após o outro para entendermos os porquês da vida."

Nancy, mãe do Isaque

envie sua história

  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se