• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Presente de Natal para as crianças: como comprar sem erro

29/11/2011


     O Natal vem aí e com ele todo aquele apelo publicitário que encanta as crianças de maneira assustadora.


     Não há muito como fugir da tradicional troca de presentes de final de ano, então aí vão algumas dicas para comprar os mimos dos pequenos sem medo de errar!








     "Filhos, sobrinhos, netos. Se você vai comprar presente de Natal para criança, é preciso ficar atento. Por mais inofensivo que pareça um brinquedo, ele pode ser perigoso se não for de boa qualidade. “A primeira coisa que é preciso observar é se o produto tem o selo do Inmetro, que garante que ele foi testado e está de acordo com as normas de segurança”, diz Luiza Batista, coordenadora de políticas públicas da ONG Criança Segura.
     Para ajudar você a comprar o melhor para as crianças, confira algumas dicas para que o presente seja só motivo de diversão (e ainda caiba no seu bolso!). Se seu filho não pediu nenhum presente em especial e você está dúvida e não sabe o que dar, aproveite nossas listas com os melhores brinquedos e os melhores livros para cada faixa etária:

Na hora de comprar:
- Para encontrar o melhor preço, a ordem é pesquisar em lojas de rua, shoppings e internet. Se optar pela compra online, não se esqueça de encomendar o presente com antecedência (confirme, sempre, o prazo de entrega). Ao recebê-lo em casa, se verificar algum defeito ou o produto não for o que você imaginava, saiba que é possível trocá-lo ou receber o dinheiro de volta, se a reclamação for feita em um prazo de até 7 dias após a compra (esta lei está no Código de Defesa do Consumidor);

- Lembre-se que alguns produtos, principalmente os lançamentos de personagens de filmes ou desenhos, podem se esgotar as lojas. Então, não deixe a compra para última hora;

- Além de verificar se o produto tem certificação, verifique o prazo de validade e se há condições de garantia;

- Evite comprar em locais de procedência duvidosa, onde é possível encontrar produtos em desacordo com a regulamentação e até mesmo com selos falsos do Inmetro;

Na hora de escolher o brinquedo:
- Se o brinquedo que comprar for eletrônico, adquira pilhas ou carregue as baterias com antecedência. Nada mais frustrante que ganhar um presente e ter de esperar para brincar com ele. Atenção: as pilhas não devem ser de fácil acesso para as crianças. O ideal são aqueles produtos que levam parafusos para que não saiam com facilidade do brinquedo;

- Adquira o brinquedo de acordo com a faixa etária. Por lei, essa informação, assim como as instruções de uso, deve constar na embalagem e em português (mesmo para os produtos importados, que também devem ter o selo do Inmetro). Verifique, também, se há dados sobre o fabricante (nome, CNPJ e endereço) ou o importador;

- Se há um irmão mais novo na casa, é preciso atenção redobrada, para que ele não pegue peças pequenas do brinquedo que não é para a sua idade. É fundamental que cada criança tenha um local separado para os seus brinquedos;

- Não compre brinquedos com formas e cheiros semelhantes aos alimentos, pois as crianças tendem a engoli-los. Também evite aqueles com ruídos excessivos, que podem causar danos à audição;

- Fique atento aos produtos com partes cortantes ou pontiagudas, devido à possibilidade de causar ferimentos;

- Se o presente for bicicleta, skate ou patins, compre também os equipamentos de segurança, como capacete, joelheira e cotoveleira. Eles são fundamentais para garantir a segurança das crianças. A regra vale mesmo para aquelas bicicletas pequenas. “A educação para ser um ciclista consciente deve começar desde pequeno”, diz Luiza;

- Nunca dê brinquedos que remetam a armas, para não estimular a criança à violência;

- Não compre brinquedos compostos por substâncias de fácil combustão. E evite aqueles que possam causar sufocamento ou engasgo por acidente (cordas, balões e aqueles com peças muito pequenas);

- Ajude a criança a abrir o presente. Sacos de presente, laços e fechos de arame são perigosos;

- OK. Presente comprado. Mas o cuidado deve continuar. É preciso sempre a supervisão de um adulto na hora da brincadeira.

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI14089-10518,00.html







  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se