• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Márcia Goldschmidt fala pela primeira vez sobre doença da filha

27/12/2013


A apresentadora revela, com exclusividade ao Domingo Espetacular, a luta pela vida de sua filha Yanne.

Um drama familiar tem tomado as atenções da apresentadora de TV Márcia Goldschmidt. Depois de encarar uma gravidez de risco aos 50 anos, um parto prematuro e mais de 60 dias de internação das gêmeas Victoria e Yanne, Márcia teve que enfrentar um outro desafio. A comunicadora conta que Yanne, uma de suas filhas a quem deu à luz em outubro de 2012, tem uma grave doença.

[caption id="attachment_10441" align="alignright" width="300" caption="Reprodução/Rede Record"][/caption]

Os médicos demoraram a descobrir que a pequena Yanne sofria de uma perigosa doença no fígado, chamada atresia de vias biliares. O diagnóstico tardio teve graves consequências: o bebê teve que ser submetido a uma cirurgia de emergência aos 5 meses.

O procedimento não deu certo e obrigou a bebê, de 1 ano e dois meses, a enfrentar um transplante para ser curada da doença. O doador do órgão foi o irmão mais velho, Jimmy, de 18 anos, do primeiro casamento da comunicadora. A criança se recupera bem do procedimento e os médicos estão otimistas.

“Tenho vivido os últimos 14 meses focada 24 horas por dia na questão de saúde da minha filha”, disse ela, em entrevista ao Domingo Espetacular, da Rede Record, na semana passada, dia 22 de dezembro.

[caption id="attachment_10442" align="aligncenter" width="640" caption="Reprodução/Rede Record"][/caption]

Em entrevista ao repórter Michael Keller, a apresentadora explica que decidiu revelar seu drama como uma alerta para os pais. “A história da Yanne pode mudar a vida de muitas crianças. Icterícia a partir do 15º dia não é normal e deve ser investigada”. Essa doença deixa a pele da criança amarelada.

"Eu tive uma postura proativa. Eu não parei um minuto. Há 14 meses eu não sei o que é descansar, que eu não sei o que é pensar em mim. Eu vivi esses 14 meses pensando nas minhas filhas. Não só na Yanne, porque a Victória acabou levando um pouquinho desse peso. Não podia dar tanta atenção para ela pela minha concentração na Yanne com o medo que o fígado chegasse num estágio que se deteriosasse demais e fosse fatal", desabafou Márcia sobre o problema.

"É uma dor dilacerante porque a gente não quer ver um ser tão indefeso sofrendo tanto, sendo picado a todo instante, procedimentos que são extremamente invasivos até para um adulto, ainda mais pra um bebê... O que aconteceu comigo é bem daquelas coisas que você acha que só acontece com os outros, ou que só acontece na novela. O que aconteceu comigo não quero que aconteça com ninguém", disse com lágrimas nos olhos.

Esse não é o primeiro drama envolvendo as gêmeas. Yanne e Victoria nasceram em Portugal, de parto prematuro, com apenas seis meses de gestação, e tiveram que ficar internadas 60 dias na UTI Neonatal antes de seguirem para casa. As meninas são frutos do relacionamento de Márcia com o advogado português Nuno Rego.

Assista aqui a reportagem que foi ao ar.

Fontes: Domingo EspetacularJornal Extra, Correio da Bahia (iBahia)Boa Informação e Pure People.


  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se