• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Luta pela vida: reportagem sobre prematuros no Domingo Espetacular

16/12/2013

O vídeo do pai que registrou o primeiro ano de vida de seu filho prematuro, Ward Miles, feito especialmente para a mãe do bebê, tornou-se um sucesso mundial, como mostramos aqui. No começo desse mês, o Domingo Espetacular fez uma reportagem especial resgatando essa história e apresentando famílias que passaram pela mesma situação com filhos prematuros.

Veja aqui o vídeo completo da reportagem.

Abaixo, segue um resumo do que foi apresentado.

[caption id="attachment_10082" align="aligncenter" width="300" caption="Reprodução/Rede Record"][/caption]

Os gêmeos de Aline e Carlos, por exemplo, também ficaram internados na UTI Neonatal, pois precisavam de cuidados especiais. Paulo ficou quase dois meses e Mateus quase o dobro, em 2010. "A preocupação é o medo de eles não sobreviverem, né", diz o pai.

Depois, a repórter relata dados sobre os partos prematuros, como o de que 12% de todos os bebês que nascem no Brasil, são prematuros. O período na incubadora ajuda a completar o desenvolvimento dos bebês que nascem antes das 37 semanas de gestação, como Ward Miles, que precisou ficar 100 dias, ou seja, mais de 3 meses, na UTI, que seria o tempo que ele ainda teria que ficar na barriga da mãe.

A reportagem explica também como o avanço da medicina auxilia na recuperação dos prematurinhos, assim o contato pele a pele, chamado de Canguru, que hoje é comum nos hospitais e é tão importante quanto os cuidados médicos através da tecnologia disponível. A presença dos pais na UTI é muito importante e indispensável nos dias de hoje em qualquer unidade.

Gisela estava grávida de gêmeos e, infelizmente, um deles não sobreviveu. Então, ela não desgruda de Roni, porque sabe que isso é fundamental para a evolução do pequeno e para ele poder ir  finalmente para casa, estando já há cinco meses na UTI.

Ao final, a repórter conversa com o pai de Ward Miles, Benjamin Miller, que conta que o filho ainda enfrenta problemas provocados pelo nascimento prematuro, mas que ele está bem. Hoje Ward está com 1 ano e 4 meses, venceu os desafios e tem todas as condições para crescer e se tornar  uma criança feliz.

[caption id="attachment_10083" align="aligncenter" width="300" caption="Reprodução/Rede Record"][/caption]

Fonte: R7


  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se