• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Evitando o parto prematuro: quando o repouso é recomendado

18/06/2012


     Bom dia! :o)

     Mais uma semaninha de muito trabalho começando...

     E pra manter o cérebro ativo, nada melhor do que informação relevante. Confiram essa notícia do Terra sobre o repouso na gestação.


     Grande beijo.     




     "Ameaças de aborto, falta de líquido amniótico, trabalho de parto prematuro. Esses  são apenas alguns dos motivos pelos quais os médicos recomendam que a gestante fique em repouso. Embora a atividade física seja indicada durante uma gravidez sem riscos, há diversos casos em que o melhor é repousar.
     Por mais chato que possa ser para a mulher não sair de casa, é importante que ela cumpra a orientação do médico. "Quando a gente prescreve repouso, é repouso. Ficar quietinha sem fazer nada. Se a mulher vai para o shopping, está errando", afirma Izilda Pupo, ginecologista e obstetra da Clinimater, clínica de Santos (SP) voltada à saúde da mulher.

     O tratamento do problema detectado não será tão eficiente se a mulher não seguir a ordem médica. Ou seja, atividades como ir ao banheiro, tomar banho e levantar para comer estão liberadas, caso o médico não tenha recomendado repouso absoluto. Mas nada de sair passear.


     A duração do repouso depende de cada caso. Se a mulher tiver que ficar muito tempo parada, é recomendado tirar uma licença saúde. No entanto, muitas conseguem trabalhar de casa pelo computador, o que também ajuda a combater o tédio. "Ficar de repouso é péssimo. Ninguém gosta de ficar quieto. Mas ela pode fazer trabalho manual, ou mesmo usar um computador", recomenda Izilda. 

Falta de líquido amniótico

     Oligoidrâmnio é como é conhecida a situação em que a mulher apresenta pouco líquido amniótico no útero. Os médicos costumam orientar a gestante a ficar deitada para o lado esquerdo e a tomar de três a quatro litros de água por dia e fazem acompanhamento por meio de ultrassons para verificar a situação. "Dependendo do caso, a gente pode até tirar do repouso, mantendo a hidratação", afirma a médica.

Ameaças de aborto


     Só são denominados de aborto os casos de morte fetal anteriores à 20ª semana de gestação. Existem diversas causas para que ocorra um aborto, como descolamento de ovo, por exemplo. Quando há riscos desse tipo, a mulher deve esperar em repouso até que a gravidez se normalize, o que pode demorar de um a três meses. O repouso pode ajudar ao útero ficar mais relaxado, reduzir o sangramento e fazer com que os remédios prescritos pelo médico tenham maior efeito.

Trabalho de parto prematuro


     Sangramentos uterinos, infecções, incompetência istmo-cervical (quando o colo do útero não tem força para segurar o bebê dentro do útero) são algumas das causas de parto prematuro. O repouso é solicitado pelo médico a fim de ganhar tempo e evitar que o bebê nasça muito cedo. No caso de sangramentos ou rompimento de bolsa, o repouso diminui o fator do peso e da gravidade.

Outros casos


     São muitos os diagnósticos que levam o médico a recomendar que a mulher fique em repouso. Um deles é a placenta prévia, em que o órgão se localiza abaixo do útero, próximo ao colo uterino, e não acima dele. Essa situação pode levar a hemorragias. A hipertensão gestacional, conhecida como pré-eclâmpsia, a má formação da placenta e o mau desenvolvimento do bebê também podem ser aliviados com o repouso.



Fonte: http://vidaeestilo.terra.com.br/fertilidade/noticias/0,,OI5829848-EI20142,00-Repouso+e+recomendado+em+situacoes+de+risco+conhecaas.html







  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se