• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Estoque de leite materno do HU de Campo Grande está zerado

06/02/2018 Mães de bebês prematuros fazem apelo em MS. (Foto: Reprodução/Rede Globo)

O estoque do Hospital Universitário (HU), em Campo Grande (MS), está zerado há 3 dias e os envolvidos fazem um apelo para quem está amamentando e possui leite de sobra. Os bebês que já estão mais fortes ficam na unidade de cuidados intermediários e precisam de leite materno, contando com ajuda de outras mães. A atitude pode salvar a vida de outra criança.

Maria Helena nasceu aos 7 meses. Os pais, Karolyn da Silva Machado e o açougueiro Mauro César Pereira Júnior, explicaram que chegaram de São Paulo e estão em Campo Grande há pouco tempo. Eles dizem que ter um bebê prematuro é um desafio. "O amor compensa tudo, é incondicional", disse o pai.

Tainá nasceu no fim de outubro e desde então ela e a mãe vivem no hospital. Nos últimos 3 meses, a pequena se alimentou com leite doado ao banco do hospital. A mãe dela, Jucymara Ferreira, já recebeu orientações sobre a doação assim como todas que passam pelo local.

A jornalista Juliana Rezende precisou de leite para o filho Gabriel. Ela comentou que também quer "retribuir o carinho" quando ela e o filho estiverem bem, além de ressaltar que a doação é muito importante.

De acordo com a nutricionista Camila Rodrigues Pacheco, a orientação é fazer o ato de solidariedade, caso a mãe esteja bem e puder contribuir com o banco de leite. A enfermeira responsável, Délia Paredes, explicou que a coleta é feita na casa da mãe. Quem quiser doar o telefone para contato é (67) 3345-3027.

Assista a reportagem completa.

Fonte: G1 (notícia original publicada em 02/02/18).
(Foto: Reprodução/Rede Globo)



Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se