• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Dicas rápidas para quando o prematuro vai para casa

04/09/2011


     "Levar um bebê recém-nascido para casa já gera bastante expectativa e todo mundo o cerca de atenção. Quando é a vez de um prematuro sair da maternidade, os receios sobre como proceder são maiores ainda. Mas apesar da preocupação, depois da alta, a maioria dos cuidados é praticamente a mesma para os que saíram um pouco antes da barriga da mãe.



     Em geral, os bebês já ganharam mais peso e a partir dos 2 kg já podem tomar as primeiras vacinas. “As mães acompanham o filho durante sua estadia na maternidade e lá mesmo recebem orientações”, explica a responsável pelo departamento de neonatologia do Hospital São Luiz, Graziela Lopes del Ben. No hospital, todos os pais, de prematuros e de bebês nascidos a termo, ganham instruções para os testes auditivos, visuais e para como deve ser o acompanhamento médico do recém-nascido nos próximos meses. As mães dos prematuro apenas precisam ficar mais atentas ainda a esses detalhes. Confira aqui as dicas para depois que ele já estiver em casa:

- mesmo que ele tome alguma fórmula (os prematuros, às vezes, têm dificuldade para sugar o peito a princípio), siga amamentando para fortalecer o sistema imunológico dele;

- faça pausa durante a mamada, para facilitar o processo para o bebê;

- faça-o arrotar, como recomendado para todos os bebês;

- no berço, procure não deixa-lo totalmente na horizontal, mas com uma almofada ou apoio que forme um ângulo de 30º;

- evite aglomerações nos primeiros dois meses;

- o ideal é que só quem vai cuidar do bebê (mãe, pai, avós e enfermeira ou babá) o segure no colo no início;

- o organismo do prematuro é mais frágil. Peça às pessoas que façam as visitas quando ele já estiver maior e não permita o contato de doentes, mesmo que seja só uma virose ou um resfriado. Ele é mais suscetível a complicações pulmonares."



Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI178454-15150,00.html



  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se