• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Cuidados com os olhos dos prematuros - Palavra do Especialista

24/05/2012 FReis

"A visão é um dos mais importantes sentidos no desenvolvimento físico e cognitivo da criança. Em recém nascidos prematuros, as funções visuais são prejudicadas quando comparadas às de crianças de termo em idade escolar. Isto ocorre mais pela imaturidade do sistema nervoso central do que por lesões localizadas em estruturas oculares.

Já no pré-natal, as gestantes são orientadas e investigadas quanto a infecções e doenças que podem desencadear problemas futuros, tanto para mãe quanto para o bebê. Doenças infecciosas como a rubéola e a toxoplasmose adquiridas pela mãe durante a gestação, podem provocar catarata e lesões irreversíveis da retina do recém nascido.

Atenção maior deve ser dada aos bebês prematuros, pois a retinopatia da prematuridade (doença retiniana que pode causar cegueira irreversível) está entre as primeiras causas de cegueira infantil, tanto em países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Diversos estudos da literatura atual confirmam que a retinopatia da prematuridade, o estrabismo e os erros de refração são as principais alterações oculares secundárias à prematuridade.

Por essa razão, a Sociedade Brasileira de Pediatria, a Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica e o Conselho Brasileiro de Oftalmologia recomendam que todo recém-nascido pré-termo com idade gestacional menor que 32 semanas e peso ao nascer inferior a 1500g seja avaliado por oftalmologista especializado no período entre quatro e seis semanas de vida. Os exames periódicos devem ser realizados até que a retina tenha completado o seu desenvolvimento.

Seguimento: todo recém-nascido prematuro, mesmo os que não desenvolveram retinopatia da prematuridade, deve manter acompanhamento anual com oftalmologista a fim de prevenir e tratar as alterações oftalmológicas secundárias. O diagnóstico precoce de doenças, um tratamento efetivo e uma estimulação visual precoce permitem a criança uma integração maior com seu meio."

Dra. Fernanda Tavares dos Reis (na foto, avaliando um bebê)

Médica Oftalmologista- Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia

Especialista em Doenças Oculares de Prematuros (Grupo PROROP)



Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se