• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

A chegada da doce Giovanna

22/12/2016 giovannacomlogo01

"Olá! Foi no dia 28 de fevereiro que a minha vida mudou completamente. A Giovanna estava prevista para o dia 30 de abril. Tudo estava indo muito bem, até que, com 32 semanas, em um ultra-som que fiz, o médico pediu para que eu fosse ao hospital e falasse com a minha ginecologista. Fiquei assustada, segui até o hospital e lá entraram em contato com a médica, que me atendeu no dia seguinte, mandando eu repetir os exames. Lá vou eu, dia 28 de fevereiro repetir o exame. Logo no hospital, notei que algo estava errado. Liguei para a médica, ela foi ao hospital, repetiu novamente o exame e me deu a notícia: a Giovanna tinha que nascer agora, para o bem dela. Fiquei assustada, com medo, não esperava por isso. Tive um problema na gestação na qual o bebê não recebe mais nutriente nem oxigênio. Às 20h em ponto, nasce ela, meu tesouro e meu orgulho, com apenas 1,130kg. Nasceu tão pequena e magrinha, dei um beijo bem rápido e já levaram ela para a UTI Neonatal.

A partir daí, a minha vida deu outro sentido e a cada dia aprendia mais e mais dentro daquele hospital, onde vi tantas coisas e outras histórias mais difíceis que a da Giovanna. Aprendi principalmente a ter paciência, coisa que não costumava ter. Logo no dia seguinte, eu e meu marido começamos nossa rotina de ir 3 vezes ao hospital todos os dias para ficar com ela. A Giovanna é considerada um bebê PIG (pequeno para a idade gestacional). Eu via outras mamães da mesma semana que eu com bebês de 1,700kg, e pensava o quanto foi certa a decisão da médica em adiantar o parto. Foram 79 dias na UTI Neonatal. Ela ficou entubada um bom tempo, precisou de transfusão de sangue. Teve uma infecção no intestino (enterocolite), e quando pensamos que ela iria pra casa, ela pegou outra infecção, dessa vez por fungo, voltando a ser entubada. Chorava tanto, com medo de perder ela. Foram mais 45 dias para tratar essa infecção causada no sangue e, finalmente, no dia 18 de maio trouxe ela pra casa!

Hoje, a Giovanna está com 4,200kg e engordando mais e mais a cada dia. Ela tem intolerância a lactose então toma Neocate, mas já está comendo papinha doce e salgada! Ela é super esperta. Brinca e dá risada o tempo todo! Tenho orgulho dela, de tudo o que ela passou e aguentou. De tudo que ela me ensinou em tão pouco tempo, e ainda me ensinará muitas e muitas coisas. Deus me mandou o melhor presente que existe!"

(relato da mamãe Virginia, enviado em 2014)



Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se