• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Idade Cronológica x Corrigida

happy-birthday-quotes

Impossível falar em crescimento e desenvolvimento do prematuro sem falar nos termos "idade cronológica" e "idade corrigida". Mas afinal, o que elas significam?

Idade cronológica

A "idade cronológica" é a idade real que o bebê tem, o tempo de vida dele depois do nascimento. Por exemplo: um bebê que nasceu dia 10 de Abril terá 3 meses de idade cronológica no dia 10 de Julho.

Idade corrigida

A "idade corrigida" é a idade ajustada ao grau de prematuridade. É a idade que o bebê teria se tivesse nascido de 40 semanas.

Como faço essa conta?

Se tomarmos como exemplo um bebê que nasceu há 2 meses atrás (o equivalente a mais ou menos 8 semanas) com 29 semanas de gestação, dizemos que sua idade corrigida atual é 37 semanas. Como? Somamos sua idade gestacional em semanas (29 semanas) ao tempo (também em semanas) transcorrido após seu nascimento (8 semanas), e teremos como resultado 37. É como se hoje ele tivesse 37 semanas de gestação. Teoricamente não deveria nem ter nascido ainda.

A idade corrigida desse bebê será sempre 2 meses (8 semanas) menos do que sua idade cronológica: quando ele tiver 4 meses de idade cronológica, terá 2 meses de idade corrigida.

Por que utilizar a idade corrigida?

Não dá pra exigir que um bebê prematuro sente, engatinhe, fale ou ande no mesmo período em que um bebê a termo. Não podemos esquecer que os prematuros são "mais novos" do que o que a sua idade real mostra. Até porque cada criança é única e tem seu tempo para realizar cada um desses marcos do desenvolvimento infantil.

Também devemos levar em consideração que quando o prematuro nasce, ele é submetido à várias situações adversas ainda na UTI e, o que influenciará também o seu padrão de crescimento.

Sendo assim, utilizamos a "idade corrigida" para avaliar de forma mais adequada o desenvolvimento físico, intelectual e comportamental do prematuro, que poderá ser diferente do padrão típico de um bebê que nasceu de 40 semanas.

Essa diferença no desenvolvimento tende a desaparecer durante os 3 primeiros anos de vida. Porém, alguns bebês podem apresentar atrasos no longo-prazo. O importante é manter acompanhamento periódico com o pediatra, para que ele possa investigar qualquer sinal de alerta e encaminhar o bebê para atendimento especializado.

Até quando se utiliza a idade corrigida?

A maioria dos autores recomenda utilizar a idade corrigida na avaliação do prematuro até aproximadamente 2 anos de idade, para que se tenha uma expectativa realista, sem subestimá-lo frente aos padrões de referência. Para os prematuros de extremo baixo peso (nascidos com menos de 1kg) e com menos de 28 semanas, recomenda-se corrigir a idade até os 3 anos.

* O perímetro cefálico deve ser corrigido até os 18 meses de vida do prematuro;

* O peso até os 24 meses e

* O comprimento/altura até os 3 anos e 6 meses.

Pais e mães: nos primeiros anos, seu prematurinho PODE ficar abaixo dos padrões de normalidade nos gráficos de crescimento (peso, comprimento, perímetro cefálico) da caderneta de vacinação e de outras curvas de crescimento, mesmo utilizando-se a idade corrigida. Nada de pânico! Como dissemos antes, devemos considerar que quando o prematuro nasce, ele é submetido à várias situações adversas no mundo externo e, portanto, seu padrão de crescimento tende a ser diferente do esperado enquanto ele estava no útero. Isso pode acontecer principalmente com bebês que apresentaram restrição de crescimento intra-uterino.

Portanto, repentido: o importante mesmo é manter acompanhamento com o seu pediatra de confiaça, para que ele possa investigar qualquer sinal de alerta no crescimento e desenvolvimento do pequeno e então encaminhá-lo a um especialista.

Mas a gravidez não dura 9 meses? Como saber de quantas semanas estou?

Quando você descobre que está grávida, procura seu gineco/obstetra. Nessa primeira consulta, ele vai querer saber quando foi o 1o dia do seu último ciclo de menstruação. A partir desse dia, chamado de DUM (data da última mesntruação), conta-se 40 semanas e chega-se a data provável do parto (DPP).

Estamos acostumados a ouvir e falar em "9 meses de gestação", não é? Mas afinal: se uma gestação a termo dura em média 40 semanas, então ficarei grávida por 10 meses?

Na realidade, não. E a explicação é simples. Essa confusão acontece porque 1 mês do nosso calendário pode ter entre 28 e 31 dias (Fevereiro e Julho, por exemplo). Você pode então contar 9 meses a partir da sua DUM, mas contando em semanas, você poderá acompanhar cada detalhe da evolução do seu bebê. E olha que de uma semana pra outra acontece muita coisa... é tudo muito dinâmico e tem sempre novidades. Você vai se surpreender!

Já que o melhor é pensar em semanas, como fica a contagem da gravidez em meses?

Já que 1 mês nem sempre tem 4 semanas, sugerimos a seguinte tabelinha como referência:

    • 1 mês = 5 semanas
    • 2 meses = 9 semanas
    • 3 meses = 14 semanas
    • 4 meses = 18 semanas
    • 5 meses = 22 semanas
    • 6 meses = 27 semanas
    • 7 meses = 31 semanas
    • 8 meses = 36 semanas 
    • 9 meses = 40 semanas 

Lembrando que essa tabela é apenas um guia; a mesma contagem pode variar de uma fonte para outra (a nossa fonte foi o site americano Baby2See).

E quando se fala em trimestre?

Quando se fala em trimestres de gravidez, sugerimos a seguinte divisão: o primeiro trimestre vai até o final da 12a semana de gravidez; o segundo, vai do início da 13a semana até o final da 28a; e terceiro trimestre começa a contar a partir da 29a semana de gravidez, até o final.

Aff... tantos números!!! Calculadora, sua linda! Obrigado por existir na vida das gestantes e mães prematuras! :)


  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se