• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Guia orienta sobre o uso racional de medicamentos em crianças

Cerca de 48 profissionais e especialistas de diferentes áreas participaram das discussões do relatório.

Guia do Ministério da Saúde fixa recomendações e estratégias para a ampliação da oferta, do acesso e do uso racional de medicamentos em pacientes pediátricos. Cerca de 48 profissionais e especialistas de diferentes áreas participaram das discussões do relatório. O material está disponível na internet.

O relatório é uma ação inédita na gestão federal e reúne um panorama da situação da assistência farmacêutica em pediatria, além de apresentar propostas de recomendações e estratégicas para se avançar nessa agenda de saúde coletiva em prol do público infantil.

Ao todo, 26 recomendações foram apresentadas, obedecendo a Política Nacional de Assistência Farmacêutica (PNAF), Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) e Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (Pnaisc).

Um dos objetivos desse documento é a busca pelo aperfeiçoamento da assistência farmacêutica para esse público no SUS, além disso busca superar a dificuldade de profissionais de saúde em ofertar tratamentos medicamentosos apropriados a eles.

A expectativa do Ministério da Saúde é nortear o desenvolvimento das políticas públicas existentes e fomentar ações que qualifiquem a Assistência Farmacêutica em Pediatria para ampliar a oferta, qualificar o acesso e promover o Uso Racional de Medicamentos em Pediatria no Brasil.

“Desde sempre, temos nos preocupado em ofertar alternativas adequadas aos pequenos pacientes do SUS. Com esse resultado do grupo de trabalho, vamos propor à sociedade como um todo, qualificação e estratégias para fomentar a pesquisa, produção e ampliar o acesso e uso racional de medicamentos em formulações adequadas para e com qualidade para esse público”, afirmou o diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica, do Ministério da Saúde, Renato Alves.

O próximo passo é apontar, de forma prática e fundamentada, os medicamentos e insumos prioritários para a população pediátrica brasileira. Essa lista de indicações será desenvolvida nos próximos meses e virá acompanhada de propostas de soluções possíveis para garantia da oferta, acesso e uso racional.

Lembrando que em nosso hotsite feito especialmente para profissionais de saúde você confere todas as novidades sobre a área. Acesse aqui!

Fonte: Ministério da Saúde.
(Foto: Divulgação/Ministério da Saúde)



images-1 Cuidado com o bebê

Os benefícios da Shantala para os...

Relacionados

17 de Novembro Dia Mundial da Prematuridade Histórias reais

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se