• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Expressão manual de leite materno prolonga período de amamentação comparada com bombas elétricas, diz estudo



     Achei super interessante esta notícia, pois as mães de prematuros muitas vezes iniciam o estímulo à descida de leite nos lactários e bancos de leite dos hospitais, sem muita orientação profissional. Pelo que estamos vendo, se a expressão de leite materno logo após o parto for manual, a probabilidade do bebê continuar mamando ao seio no médio, longo-prazo é maior do que quando inicia-se a esgota por meio de bombas elétricas.
     Confiram essa notícia em primeira mão! 


     "Estados Unidos - A expressão manual de leite materno no pós-parto imediato pode fazer com que a mãe consiga amamentar por mais tempo, em comparação com o uso de bombas elétricas, relatam os autores de um estudo publicado dia 11 de Julho na revista Archives of Disease in Childhood Fetal e Neonatal Edition.     "Até o momento, não sabíamos qual a técnica era mais vantajosa no período pós-parto", diz a autora Valerie J. Flaherman, professora assistente de pediatria da Universidade da Califórnia-San Francisco (UCSF) e pediatra do Hospital Infantil UCSF Benioff, em um comunicado à imprensa. "Este estudo fornece a primeira evidência científica em favor da expressão manual. Baseado em nossos achados, os médicos devem considerar recomendar expressão manual para mães cujos bebês recém-nascidos estejam mamando de forma insatisfatória."


     O objetivo do estudo foi comparar os efeitos do bombeamento elétrico bilateral com os da expressão manual de leite, entre mães de bebês nascidos a termo, saudáveis, ​​que apresentavam dificuldade para mamar dentro de 12-36 horas após o parto.
     Com a expressão manual, o volume médio de leite ordenhado foi de 0,5mL versus 1mL com bombeamento elétrico. Ambas as técnicas foram associadas com mesmo grau de dor materna e a auto-confiança no processo da amamentação. No entanto, 96,1% das mães que realizaram expressão manual estavam amamentando quando o bebê completou 2 meses, em comparação com 72,7% das mães que utilizaram bombas elétricas.
     "Mães que nunca amamentaram são muito abertas a sugestões para melhorias dessa experiência", disse a Dra. Flaherman. "Se as mães se sentem confortáveis com um método de expressão específico, elas devem escolher o que é melhor para elas. No entanto, se elas estão abertas a qualquer um dos métodos, os profissionais de saúde devem considerar ensiná-las a expressão manual ao invés de recomendar as bombinhas elétricas, principalmente no período neonatal. "
     Limitações deste estudo incluem alguns fatores que afetam os resultados como o abandono do estudo, a falta de randomização, e a não inclusão de mães de bebês mais jovens ou mais velhos ou de mães esgotando leite materno por outros motivos.
     "Nossos resultados são encorajadores e ressaltam a necessidade de mais pesquisas para confirmá-los e para explorar as razões da associação entre as práticas de expressão de leite materno e os desfechos da amamentação" diz o autor Thomas Newman, professor da UCSF."

Fonte: www.medscape.com (Arch Dis Child Fetal Neonatal Ed. Published online July 11, 2011) 27/07/11




  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se